sábado, 25 de abril de 2009

E por trás de uma bela Imagem se esconde a sujeira

Estava tudo indo bem. Era só mais um começo de ano com vários acontecimentos, como todo ano acontece. Mas me deparei com a hipocrisia humana e o Choque de realidade me atingiu, pela minha mera existência ou por querer falar o que todos deveriam, mas tem vergonha por não quererem se passar por loucos, por não ser adequado à sua realidade social ou por mero comodismo.
Acordei decidida quanto ao tema da nota de hoje. Nessas horas eu queria ser jornalista pra poder berrar aos quatro ventos tamanha indignação com o meu povo, com o meu país, com a minha cidade e inclusive, com a minha própria rua. Indignação com o Mundo e suas barbaridades.
Começarei pelas futilidades que nos cercam, ou, melhor dizendo, me cercam. Cadê os filmes que esperamos ansiosamente para assistir quando a data de estreia é clara? O filme era esperado pra abril, estamos quase em maio e NADA do filme chegar aos cinemas de Florianópolis e temo que ele talvez nunca chegue. Provavelmente irá direto para as locadoras no final do ano ou começo do ano que vem.
Se o problema todo estivesse resumido a um filme tudo bem, a gente tirava de letra. Mas como uma telespectadora assídua dos canais da televisão aberta, reparei num comercial onde citava todas as qualidades da minha cidade. Ela é linda por natureza e além de sua recente “boa imagem” na terra do tio San, no conceituadíssimo “The New York Times”. Olha, eu fico feliz de sermos reconhecidos lá fora, mas relembro a todos que o nosso povo não se valoriza, não valoriza sua cultura, não valoriza o estudo. Nosso povo aceita o escândalo das passagens aéreas, sendo que são pagas do nosso bolso. Nosso povo aceita o salário de nossos deputados e continua elegendo os mesmos pilantras para comandar nosso país. Nosso povo continua sofrendo com o crescimento desordenado, baixa instrução e profissionalização. Nosso povo aceita ser dominado pelo tráfico, pelas máfias, pela bandidagem. Nossa polícia é corrupta. Turistas de outros países são assaltados inclusive na nossa Bela e Santa Catarina. E olha que reconheço e pondero que em outros países eles também fazem pouco caso com os turistas brasileiros, mas antes, vamos cuidar do que é nosso e do que nos diz respeito.
Florianópolis está sofrendo com o caos no trânsito. Caos nos dias de chuva. Caos na população, onde matar, roubar e seqüestrar se tornaram leis. E todas as soluções estão com a nossa querida Laine Valgas. Mas quem me arrepia toda quando fala é o Prates. Esse cara sabe realmente o que dizer! Se as pessoas ao menos assistissem um pouco mais o noticiário e acrescentassem valor nas suas famílias...
Nosso governador se preocupa só com o ballet do Bolshoi. Esqueceu dos nossos professores, principalmente dos que trabalham pelo Estado. Não se importa com o seu péssimo salário e as condições infernais de trabalho a que são submetidos. A ordem é “levem trabalho pra casa, se estressem ao máximo! Abaixamos o seu salário, sua dignidade. Isso é pra vocês não esquecerem quem é que dá as cartas por aqui”. NADA podemos contra ele. Contra os que nos governam. Sinto-me impotente e tudo isso me deixa doente, me causa enjôos.
E para fechar com chave -de -ouro, quero parabenizar aos Seres Vivos humanos não praticantes que ignoram as leis. Leis essas, que já não são cumpridas, e que a população perde o mínimo de bom-senso para com os seus irmãos, o seu próximo, sua natureza e animais.
Mas eu digo pra vocês qual é o significado de animal. Animal é o cara que matou nosso cachorro de estimação da rua onde moro. Nosso saudoso Bob. O animal em questão envenenou o nosso cachorro (quase humano). Esse animal que fez isso com um cachorro que só dava alegria pros moradores da nossa rua não é digno de viver, mas sinceramente, espero que ele viva bastante, tenha várias doenças sofridas, porque uma coisa ainda é certa: Tudo o que vai, VOLTA.
Esse não é só um texto pessimista, é um texto realista. Para que cada um veja com outros olhos o mundo em que estamos vivendo e se vocês querem se salvar, o primeiro passo está nas mãos de vocês. Não mate, não roube, não maltrate em vão. Faço para os outros, o que você gostaria que fizessem por você, pois do jeito que estamos, o caos social mundial, nacional e na nossa Bela cidade, está muito próximo!

3 comentários:

Pink disse...

Uau Primux... se soubesse que a demora da becky ia te deixar assim, já tinha pago passagens para nós duas irmos a Sampa assistir.
hahahha!!!!
Sei que nao é só, mas compartilho desta revolta em especial.
Sobre o resto, sao aquelas coisas que a gente se acostuma, mas nao devia. Se acostuma a ser pobre, a ser deprimido, a estudar mal, à hipocrisia, à política... a td de bosta que engolimos numa boa.
Certa vc, baby. Bota a boca no trombone e reclama as desgraças da vida. Pode nao resolver nada, mas pelo menos, ameniza a angustia do coracao.
te amo, zú.
saudades mil.
Te espero terça;.... SEM FALTA!


Bj
www.derepente20s.blogspot.com


Ah... e trate de começar a comentar no meu blog, sua preguiçosa.
:P

Marlon Macarini disse...

Instile uma dose generosa de caos na sociedade e haverá a revolução.

LP disse...

Oi Juli. Não sei se estou enganado, mas acho que em 2007, você fez umas fotos para um trabalho meu e da Dê sem cobrar cachê. Valew!!! Já adicionei seu blog lá na home do meu.Concordo com suas considerações.É triste ver que cada vez mais animais e pessoas estão sendo vítimas de barbaridades na nossa região.BJS